Novo Enem: veja o que muda no Enem a partir de 2024

Novo Enem: veja o que muda no Enem a partir de 2024

Veja o que muda no maior vestibular do brasileiro; previsão é que Novo Enem será implementado a partir de 2024

O Ministério da Educação (MEC) junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio de Teixeira (Inep) apresentou nesta quinta-feira (17) o resultado do Grupo de Trabalho (GT) sobre a reestruturação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Novo Enem.

A partir de 2024, o Enem será dividido em duas partes, são elas:

  • 1ª etapa: avaliação dos conhecimentos gerais do estudante com referência à Base Nacional Comum Curricular (BNCC).
  • 2ª etapa: avaliação dos Itinerários Formativos do Novo Ensino Médio.

O que isso significa? Os estudantes inscritos no Enem realizarão uma fase em comum interdisciplinar obrigatória, já na segunda etapa os candidatos poderão escolher as provas de acordo com os Itinerários Formativos realizados durante o Ensino Médio e que, consequentemente, estarão vinculadas com as áreas que o candidato pretende ingressar no Ensino Superior.

“O Enem precisa acompanhar a evolução da educação brasileira, das avaliações internacionais e da reforma do Ensino Médio”, apontou Milton Ribeiro, ministro da Educação, durante a apresentação. Confira abaixo todas as informações sobre o Novo Enem:

Qual é o formato do Novo Enem

1ª etapa do Novo Enem

A primeira fase do Enem avaliará Base Nacional Comum Curricular (BNCC), com maior foco em Língua Portuguesa e Matemática, porém avaliando o conhecimento interdisciplinar do candidato.

Nessa etapa, o inscrito responderá a questões objetivas e realizará a produção de uma redação, que ainda terá a sua matriz de referência específica desenvolvida pelo Inep.

2ª etapa do Novo Enem

Já nessa etapa, o candidato responderá a questões das áreas do conhecimento que contemplem os Itinerários Formativos (investigação científica; processos criativos; mediação e intervenção sociocultural; e empreendedorismo) escolhidos durante o Ensino Médio ou para o curso que ele deseja ingressar no Ensino Superior.

Para avaliar o aluno nesta segunda etapa e englobar mais de uma área de conhecimento, o GT sugeriu a criação de quatro possíveis blocos, com combinação de duas áreas do conhecimento cada. O inscrito deverá escolher apenas um bloco durante a sua inscrição do Enem, são eles:

  • Bloco 1
    • Linguagens e suas Tecnologias + Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
  • Bloco 2
    • Matemática e suas Tecnologias + Ciências da Natureza e suas Tecnologias
  • Bloco 3
    • Matemática e suas Tecnologias + Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
  • Bloco 4
    • Ciências da Natureza e suas Tecnologias + Ciências Humanas e Sociais Aplicadas

Quando será a mudança do Enem?

O Novo Enem será implementado a partir de 2024. Ou seja, o Enem 2022 e Enem 2023 terá o mesmo formato das últimas edições.

O Enem terá questões dissertativas?

De acordo com o Grupo de Trabalho que avaliou a reestruturação do exame, as duas etapas do Enem terão questões objetivas e, possivelmente, dissertativas, porém isso ainda será um ponto avaliado pelo Inep.

Sisu, Prouni e Fies também irão mudar

Com a mudança do Enem, é esperado que o Sisu, Prouni e Fies, programas do governo de acesso ao Ensino Superior, também mudem a partir de 2025, afinal será preciso rever as notas mínimas e quais blocos darão acesso a cada curso de graduação.

Porém, cada instituição tem a liberdade de escolher como utilizará o Enem na sua seleção. Por isso, para maiores informações, será preciso aguardar até que o Ministério da Educação ou as universidades se pronunciem sobre o tema.

Inscreva-se em nossa newsletter🦉

Receba dicas de estudo gratuitas e saiba em primeira mão as novidades sobre o Enem, Sisu, Encceja, Fuvest e outros vestibulares!

Qual é o formato do Novo Ensino Médio?

Sancionado em 2017 e com início da sua implementação a partir de 2022, o Novo Ensino Médio propõe que os estudantes do Ensino Médio, período de três anos que consiste na última etapa da educação básica brasileira, tenham 60% grade curricular em comum e os outros 40% serão formados pelos Itinerários Formativos.

Veja mais
+Novo Ensino Médio: saiba o que muda na hora de entrar na faculdade

O que são os Itinerários Formativos?

Os Itinerários Formativos são as trilhas de conhecimento que os alunos deverão escolher ao ingressar no Ensino Médio. Esses itinerários guiarão quais serão as matérias de formação que o aluno terá acesso durante os três anos finais da Educação Básica. Os Itinerários Formativos são:

  • Investigação Científica: ampliar a capacidade dos estudantes de investigar a realidade, compreendendo, valorizando e aplicando o conhecimento sistematizado;
  • Processos Criativos: expandir a capacidade dos estudantes de idealizar e realizar projetos criativos;
  • Mediação e Intervenção Sociocultural: ampliar a capacidade dos estudantes de utilizar conhecimentos relacionados a uma ou mais Áreas de Conhecimento, à Formação Técnica e Profissional e a temas de seu interesse para realizar projetos que contribuam com a sociedade e o meio ambiente;  e
  • Empreendedorismo: expandir a capacidade dos estudantes de mobilizar conhecimentos de diferentes áreas para empreender projetos pessoais ou produtivos articulados ao seu projeto de vida.

O que é o Enem?

Desenvolvida pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio de Teixeira (Inep), a prova foi aplicada pela primeira vez em 1998 com o objetivo de avaliar a qualidade de educação no País.

Com o passar dos anos, o exame foi ficando cada vez mais complexo e, em 2009, após uma reformulação feita pelo Ministério da Educação, a prova finalmente se tornou na maior plataforma de acesso ao Ensino Superior brasileiro.

Onde usar a nota do Enem?

A nota do Enem pode garantir ingresso em universidades públicas, privadas e até mesmo em instituições do exterior:

  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu): programa de acesso a todas as universidades e institutos federais brasileiros e também para diversas outras universidades estaduais.
  • Programa Universidade Para Todos (Prouni): programa do governo que oferece bolsas de estudo de 50% e 100% em faculdades e universidades privadas brasileiras para estudantes do Ensino Médio público.
  • Fundo de Financiamento Estudantil (Fies): programa voltado para o financiamento das mensalidades em faculdades e universidades privadas.
  • Enem Portugal: uma parceria do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio de Teixeira com o Ministério da Educação português. Atualmente, mais de 50 universidades portuguesas aceitam a nota do Enem como forma de ingresso.

Guia do Enem

Você sabia que o Enem é o segundo maior vestibular do mundo? A prova perde apenas para o Gaokao, da China. Ou seja, essa é uma das maiores oportunidades para conseguir a sua vaga dos sonhos em uma universidade, seja ela pública ou privada. 

Para te ajudar, o Portal do EV desenvolveu o Guia do Enem, com tudo o que você precisa saber sobre a sobre a prova; desde a inscrição, o que estudar, possíveis temas de redação e até indicações de onde você pode usar a sua nota para conquistar o sonho de ingressar em uma universidade de qualidade. 

Veja algumas das informações que você encontrará no Guia do Enem:

  • Enem Impresso x Enem Digital
  • Calendário do Enem
  • TRI: como funciona a nota do Enem
  • Checklist: veja o que mais cai no Enem por disciplina
  • Como desenvolver repertório sociocultural para a redação?
  • Exemplos de redação nota 1.000
EV - CTA turma do meio do ano 2024
Você pode gostar também
o que estudar de física para o enem
Leia mais

O que mais cai de Física no Enem?

Saiba em quais conteúdos focar seus estudos e revisões de Física durante os últimos dias de preparação para a prova