Especiação: conceito, tipos e questões de vestibulares

Especiação: conceito, tipos e questões de vestibulares

Especiação é um processo em que uma linhagem de seres vivos passa por algum fenômeno que induz a formação de duas ou mais espécies diferentes. De forma simplificada é o surgimento de uma nova espécie, a partir de uma outra geração, de forma que a espécie nova e os indivíduos originais não podem fazer reprodução entre si. Entenda melhor o conceito e os tipos de especiação neste artigo. Vamos lá?

Conceito de especiação

A ideia de especiação surge quando observamos a capacidade de evolução dos indivíduos, quando adicionados em ambientes ou contextos diferentes. Por exemplo, um mesmo grupo de pássaros pode ser dividido em dois: um é levado para uma floresta de árvores altas, enquanto outro é adicionado em um campo com vegetação arbustiva. 

Com o passar do tempo, é esperado que as aves da floresta estejam em seleção para aqueles que voam melhor, que podem escalar as árvores com mais facilidade, por meio do processo de seleção natural. 

Por outro lado, os pássaros do campo terão asas e capacidade de voo menos desenvolvidas, mas com adaptações de patas e bicos propícios para a alimentação em arbustos. Note que nenhuma das aves é melhor ou superior a outra, mas elas são adaptadas para o meio em que estão.

Fato é que, se elas não se reproduzirem entre si, ao longo do tempo, seu genoma estará tão modificado pela seleção natural, que não haverá mais tanta semelhança com o grupo original de onde ambas surgiram.

A especiação estará confirmada quando essas aves forem colocadas em contato e a reprodução não for efetiva. Afinal, o conceito de espécie engloba indivíduos que podem conviver em um ambiente comum, em uma população natural e podem cruzar entre si.

Tipos de especiação

Exemplos de especiação
Imagem: Reprodução/Wikimedia

Especiação alopátrica

A especiação alopátrica trata sobre o surgimento de uma nova espécie devido a um tipo de isolamento geográfico, que impede a troca de informações genéticas dentro de uma mesma população, originando diferentes contextos de sobrevivência.

Por exemplo, imagine que uma população A de plantas vive sobre toda uma montanha. Por movimentações tectônicas, nasce uma grande fenda que separa esse monte em duas grandes regiões, afastadas entre si por uma distância de 150 quilômetros. 

De repente, as plantas A estão divididas em dois grupos, um que fica próximo a uma lagoa, e a outra que fica próxima longe dela. Ao longo do tempo, os vegetais vão desenvolver diferentes características adaptativas, alguns vão precisar de mais resistência à seca, enquanto que os outros precisarão lidar com a umidade do ar. 

A questão é que as plantas já não podem compartilhar informações genéticas, seja por esporos, sementes ou frutos. E então, observa-se que as pressões seletivas diferentes originarão espécies diferentes (A e B), que não podem acasalar entre si e não possuem o mesmo genoma que o original.

Efeito fundador ou peripatria

Efeito fundador em especiação
Imagem: Reprodução/Wikimedia

Efeito fundador é o nome dado a um tipo específico de especiação alopátrica, quando um pequeno grupo de indivíduos está separado geograficamente da espécie original. Como são poucos organismos, inicialmente, a reprodução vai acontecer somente entre eles, o que fortalece a especiação, pela seletividade entre diferentes e a troca intensa de materiais genéticos.

Simpatria

A especiação simpátrica acontece quando a população não é separada geograficamente. Na verdade, o grupo fica vivendo no mesmo território, mas não há acasalamento entre os indivíduos. Geralmente, alguma modificação genética inicial impede a reprodução e, pouco a pouco, uma ou mais espécies novas surgem naquela região. 

Esse tipo de especiação é raro, já que é difícil o surgimento de uma mutação genética específica que seja capaz de impedir a reprodução entre indivíduos de uma mesma população de forma tão marcante, a ponto de nascer uma nova espécie.

Alguns historiadores apontam, entretanto, que alguns habitats foram povoados por meio uma única linhagem ancestral que originou novas espécies por meio de simpatria.

Especiação parapátrica

Por fim, a especiação parapátrica ocorre quando duas populações da mesma espécie sobrevivem em regiões diferentes, mas que apresentam uma aproximação geográfica em algum ponto. Cada uma delas está sofrendo uma pressão seletiva diferente, mas ainda podem cruzar entre si. 

Geralmente, os indivíduos que estão mais próximos da região de contato geográfico fazem reprodução, gerando organismos híbridos, que têm características de um grupo e do outro. Ao mesmo tempo, eles servem como uma barreira de isolamento entre as populações originais. 

Por exemplo, imagine que uma determinada região possui duas florestas, que se conectam por meio de uma ponte. Em cada floresta, existem duas populações de macacos que sofrem pressões seletivas diferentes. 

Simultaneamente, alguns macacos de ambos os lados vivem próximos à ponte. Dessa maneira, eles atravessam a via e cruzam entre si, formando primatas que têm genomas provenientes de ambas as populações. 

Ao longo do tempo, o número de indivíduos híbridos nas bordas das florestas é tão grande que as duas populações ficam mais afastadas da ponte, enquanto que esse terceiro grupo forma uma nova espécie, com diferentes características genéticas.

+ Veja mais: Especiação – Dica 73 – 100 Dicas de Biologia para Vestibulares
Mecanismos evolutivos: definição, quais são, Hardy-Weinberg e questões

Questões sobre especiação 

(UFPA) Na borda norte e na borda sul do Grand Canyon habitam duas populações de esquilos com diferenças morfológicas marcantes que, em condições naturais, sem as barreiras geográficas, não são capazes de se intercruzarem. As duas populações constituem ____________ diferentes, devido principalmente a (ao) ____________.

a) raças – isolamento reprodutivo.
b) espécies – isolamento reprodutivo.
c) raças – isolamento geográfico.
d) espécies – isolamento geográfico.
e) raças – diferenças morfológicas.

Resolução: a impossibilidade de cruzar é uma característica que aponta para espécies diferentes, conceito que pode ser chamado de isolamento reprodutivo. Então a alternativa correta é a letra B.

(Unicamp/2018) O mapa a seguir mostra duas áreas oceânicas, A e B.

Um estudo mostrou que na localidade A são encontradas sete (7) espécies de camarões-pistola. Na localidade B são encontradas outras sete (7) espécies, sendo que cada espécie do local A tem uma espécie-irmã correspondente no local B (espécies-irmãs são espécies originadas de um mesmo ancestral comum recente). É correto afirmar que

A) o canal do Panamá permitiu que camarões-pistola migrassem de A para B, adaptando-se ao novo ambiente, diferenciando-se e originando novas espécies semelhantes às do lado A.

B) vulcões expeliram substâncias mutagênicas durante o Terciário, o que aumentou a variabilidade genética dos camarão-pistola, originando espécies-irmãs nas áreas oceânicas A e B.

C) o istmo do Panamá interpôs uma barreira geográfica, formando dois grupos isolados para cada espécie ancestral, que puderam então se diferenciar, originando espécies-irmãs nos oceanos A e B.

D) o impacto de um asteroide no final do Cretáceo levou a uma extinção em massa, fornecendo as condições para a radiação adaptativa dos camarões-pistola, com consequente formação de espécies-irmãs.

Perceba que o istmo do Panamá (estreito pedaço de terra entre duas porções do continente) pode representar uma barreira geográfica no oceano, e não uma rota de passagem por entre as duas porções marítimas. Ao mesmo tempo, a questão não evidencia movimentação vulcânica, nem mesmo a “radiação adaptativa” seria uma forma de gerar espécies irmãs.

Por meio do estudo de especiação, é possível entender que quando uma população é separada por meio de barreira geográfica, elas sofrerão pressões seletivas diferentes, gerando espécies irmãs, mas originadas de um ancestral comum. Assim, a alternativa correta é a letra C. 

Estude para as provas com a Coruja!

Nos pacotes do Estratégia Vestibulares, você pode acessar trilhas estratégias, elas são compostas por cronogramas completos para te guiar sobre o que, como e quando estudar. Além disso, o Livro Digital Interativo (LDI) te ajuda durante todo o processo de aprendizagem, você ler, grifar e anotar e, quando precisar revisar, todas as informações estarão disponíveis.

A Coruja te proporciona tudo isso alinhado com aulas didáticas, que te dão a base de conhecimento necessário em todas as disciplinas. Clique no banner e saiba mais!

CTA - Estratégia Vestibulares 2
Você pode gostar também
Células
Leia mais

Células: tipos, função e muito mais!

Conheças os tipode de células: as procariontes e as eucariontes. Aprenda também sobre os tipos celulares que compõem o corpo humano.