13 Filmes sobre artes para enriquecer seu repertório sociocultural

13 Filmes sobre artes para enriquecer seu repertório sociocultural

A lista conta com filmes sobre artes como pintura, escultura, música, cinema, teatro… Confira abaixo!

Além de ser uma matéria existente nas escolas e diretrizes curriculares do Ensino Fundamental, as artes são importantes como forma de expressão de sentimentos e culturas, e pode ser demonstrada por meio de diversas técnicas: artes plásticas, arquitetura, música, dança, pintura, teatro, cinema…

Elaboramos uma lista com 13 filmes sobre artes para você enriquecer repertório sociocultural sobre o assunto. Tem biografia, tem ficção, tem vencedor de Oscar, tem filme cult… Acompanhe!

Inscreva-se em nossa newsletter🦉

Receba dicas de estudo gratuitas e saiba em primeira mão as novidades sobre o Enem, Sisu, Encceja, Fuvest e outros vestibulares!

Com Amor, Van Gogh

Uma das obras mais impressionantes do cinema moderno, assim pode ser definido “Com Amor, Van Gogh”, primeira animação feita totalmente com tintas a óleo, e com traços inspirados na obra do famoso pintor holandês. Ao todo foram 125 profissionais e 65 mil quadros necessários para compor a película.

O filme se passa um ano após a morte do pintor, um suposto suicídio que até hoje é controverso. Na história, Armand Roulin (Douglas Booth), recebe a tarefa de entregar uma carta enviada pelo pintor ao seu irmão, Theo. Ao longo da viagem, o jovem se encontra com pessoas que conviveram com Van Gogh em seus últimos dias de vida, fazendo com que o questionamento do suicídio venha à tona.

Além da inovadora técnica de animação citada, o filme é também uma obra que retrata parte da história de um dos pintores mais conhecidos de todos os tempos, autor de obras como “Auto-Retrato”, “Lírios”, “Os Comedores” e “A Noite Estrelada”, sua pintura mais famosa.

Tick, Tick… Boom!

Filme de estreia de Lin-Manuel Miranda como diretor, “Tick, Tick… Boom!” conta a história do criador do musical aclamado mundialmente Rent, Jonathan Larson, vivido por Andrew Garfield. A atuação do ex-Homem-Aranha, inclusive, lhe rendeu uma indicação ao Oscar de melhor ator.

Jonathan foi compositor da Broadway e o filme relata seu período antes da fama, enquanto planejava sua primeira e grande obra, que levou anos até que ficasse pronta. O processo o tornou angustiado, impaciente e ansioso, e esse é o grande foco do filme.

A metalinguagem de um musical sobre como é feito um musical faz com que o filme seja  especial e destacável, uma homenagem ao personagem principal e também ao teatro e cinema como artes. Além disso, é uma reflexão sobre o tempo e o medo que temos sobre ele.

O Artista

A obra relata a história ficcional de George Valentin, vivido pelo ator Jean Dujardin — vencedor do Oscar de melhor ator pela interpretação feita no filme. “O Artista” traz um astro do cinema mudo, na Hollywood da década de 1920 que teme perder espaço com a chegada do cinema falado, o que culminaria em seu esquecimento perante ao grande público. 

No meio desse temor, Valentin conhece Peppy Miller (Bérénice Bejo), dançarina e aspirante a atriz, que desperta sua paixão. Ela recebe uma oportunidade para trabalhar no cinema falado e passa a ganhar notoriedade no meio. Azar no jogo, sorte no amor?

O filme também tem um toque de metalinguagem, já que mostra a saga de um ator do cinema mudo tentando se adaptar aos novos tempos em um filme que tem pouquíssimas falas, inclusive com algumas introduções feitas de forma escrita, como era antigamente. “O Artista” também venceu o Oscar de melhor filme em 2012.

A Voz Suprema do Blues

“A Voz Suprema do Blues” é uma adaptação original da peça teatral Ma Rainey’s Black Bottom, de 1984, e acompanha a gravação de um álbum da cantora Ma Rainey, conhecida como a “Mãe do Blues”, vivida na trama por Viola Davis.

O filme vai ganhando tensão conforme o clima entre ela e o trompetista de sua banda, Levee, interpretado por Chadwick Boseman em seu último ato. As duas atuações concorreram ao Oscar de melhor ator e atriz na edição de 2021.

O filme explora as dificuldades técnicas de se gravar um álbum na década de 20, tocando em pontos como o machismo, já que Ma precisa se impor de forma autoritária constantemente, e o racismo, que mostra de forma clara como os estúdios privilegiavam brancos, mesmo os menos talentosos do que negros.

O Melhor Lance

Dirigido pelo cineasta italiano Giuseppe Tornatore, “O Melhor Lance” é seu primeiro filme em inglês e traz a história do leiloeiro respeitado Virgil Oldman (Geoffrey Rush), um homem solitário e recluso. Ao ser contratado por Claire Ibbetson (Sylvia Hoeks) para leiloar seus imóveis, sua vida começa a mudar.

Claire evita o contato pessoal com Virgil, alegando ter agorafobia — medo de estar em contato com outras pessoas. Tal característica o intriga e faz querer conhecer mais sobre essa personalidade tida como excêntrica tão parecida com ele.

A vida e até mesmo algumas artimanhas do leiloeiro, ao encontrar e leiloar obras de arte e demais peças mostra de forma curiosa também o funcionamento do mercado da arte e até mesmo algumas valorizações artísticas feitas pela e para a elite.

Birdman

Vencedor das categorias de melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro original e melhor fotografia do Oscar de 2015, “Birdman” tem como personagem principal Riggan Thomson, vivido por Michael Keaton, que fez muito sucesso no passado interpretando Birdman, um super-herói alado que virou ícone pop de sua época.

Tentando se reconciliar com a fama e reconhecimento, ele decide adaptar uma peça da Broadway, assumindo direção, roteirização e papel principal. Enquanto os ensaios acontecem, ele passa a ser atormentado por uma voz interior que o questiona e confronta suas ideias.

“Birdman” mostra com acidez a vida de altos e baixos de atores de cinema e teatro. Críticas, adoração e ódio, relacionamentos e auto-crítica, que pode ser depreciativa em alguns momentos. Interessante destacar que o próprio Keaton passou por isso: foi o Batman nos anos 80, inclusive seu traje como Homem-Pássaro do filme foi feito a partir dos moldes de seu próprio corpo no filme do Homem-Morcego.

Basquiat — Traços de Uma Vida

Basquiat foi um artista pós-moderno estadunidense descoberto pelo já famoso e renomado Andy Warhol nos anos 80. O filme de 1996 mostra a história do rapaz nascido no Brooklyn e que tinha o grafite e a colagem como elementos principais de suas obras, mas sucumbe a uma vida de abuso no uso de drogas e dificuldades de lidar com a fama.

O papel de Andy Warhol é feito pelo astro David Bowie, que descobre o jovem por meio da sua arte com a grafitagem, que hoje goza de muito mais reconhecimento do que nos anos 80. Basquiat, negro e morador de rua, passa a ter um prestígio nunca antes imaginado por conta de obras feitas em seu lar, expostas para todos que passavam por elas todos os dias.

O filme retrata, portanto, a realidade da arte e até mesmo o questionamento do que é, de fato, arte. Além disso, “Basquiat — Traços de Uma Vida” mostra também o racismo pelo qual o artista passou enquanto esteve vivo.

Frida

Frida Kahlo é um ícone do México e do mundo. O filme de 2002 sobre sua vida mostra a história da mulher de personalidade forte e talento indiscutível desde sua juventude até o dia de sua morte.

Feminista, Frida viveu casamento aberto com o também pintor Diego Rivera, com quem dividia trajetória artística. Teve poliomielite na infância e foi atropelada por um ônibus na adolescência, fatos que comprometeram seu corpo, mas que não a impediram de fazer suas obras de arte.

O filme destaca passagens artísticas, relacionamentos e o fim de sua vida, além de movimentações políticas de uma mulher que sempre deixou claro o que pensava e queria para a sociedade mexicana.

Caçadores de Obras-Primas

“Caçadores de Obras-Primas” mostra a história dos Monuments Man, soldados que foram à Alemanha nazista já em decadência impedir e dificultar roubos de diversas obras de arte tomadas pelo regime de Adolf Hitler. Foram, ao todo, mais de 350 soldados de 13 países diferentes envolvidos nessa empreitada.

O filme percorre territórios franceses, belgas e alemães que foram destruídos pelo nazismo e cujas obras sofreram grande perigo de destruição ou furtos em uma Europa devastada.

A importância do grupo para a restauração e até mesmo existência de mais de 5 mil artigos artísticos no período faz valer o filme, que ainda conta com grande elenco: George Clooney, Matt Damon, Jean Dujardin, Cate Blanchett e Bill Murray. 

Rodin

“Rodin” mostra a história de Auguste Rodin, expoente da escultura moderna e o processo de concepção da estátua de Balzac — notável escritor francês. Ao longo do processo, ele se apaixona e tem um relacionamento extraconjugal com sua aluna mais talentosa, Camille Claudel.

Conhecido também por suas traições, Rodin também é retratado como um pai que não tem boa relação com seu filho, pedindo inclusive para ser chamado de mestre por ele, e não de pai.

A obra de 2017 é teatral e tem a maioria de suas cenas ambientadas no estúdio do artista, além dos diálogos longos e passagens de tempo ao longo da história. O filme ainda retrata o sexismo da época, marcado pelo ressentimento de Camille pela falta de reconhecimento de suas obras.

Pollock

Ed Harris foi diretor e personagem principal em “Pollock”, filme de 2001 que retrata a vida de um dos pintores modernos mais importantes da história. Jackson Pollock foi considerado o maior artista vivo dos Estados Unidos no contexto pós-Segunda Guerra Mundial.

O filme opta por retratar os últimos 15 anos de vida do artista, desde o anonimato até sua morte, passando pelo reconhecimento de sua genialidade e problemas como alcoolismo, infidelidade e depressão. Destaque para Marcia Gay Harden, vencedora do Oscar de melhor atriz pelo papel de Lee Krasner, esposa de Pollock.

O pintor foi referência do expressionismo abstrato, destacando-se pelo estilo único de pintura, o gotejamento. “Pollock” se destaca por mostrar o artista e o homem, com seus defeitos e qualidades, de forma carnal e profunda.

Yesterday

Já imaginou um mundo sem as músicas dos Beatles? Pois bem, essa é a premissa de “Yesterday”, filme de 2019 dirigido por Danny Boyle. Jack Malik (Himesh Patel) é um cantor e compositor anônimo que sofre um acidente e, ao acordar, percebe que o mundo esqueceu algumas coisas tidas como inesquecíveis, e uma delas é a banda inglesa de Liverpool.

A partir disso ele passa a refazer as músicas da banda como se fosse dele e se torna um rápido sucesso mundial. Com isso, Jack passa a ter o conflito de revelar a verdade para o mundo ou continuar sua meteórica carreira musical.

“Yesterday” é um exercício de como a vida seria sem a influência de alguns artistas em nossa vida e até mesmo na sociedade. Se os Beatles são a maior banda da história, podemos discutir, mas que eles foram uma forte influência sobre como a música é feita e produzida hoje, isso é indiscutível.

Séraphine

“Séraphine” conta a curiosa história da pintora Séraphine de Senlis, descoberta sem querer por Wilhelm Uhde, famoso coletor de arte. Ela, faxineira do local, é alvo de piada de pessoas que a conhecem, mas um dia Uhde descobre que um pequeno quadro em seu apartamento alugado foi feito por ela.

Órfã desde os sete anos de idade, Séraphine foi criada pela irmã mais velha e trabalhou como empregada doméstica em diversas casas da cidade. Ao longo do tempo, a guerra — falamos aqui dos anos 40 — faz com que o mercado da arte praticamente acabe, o que, em conjunto com seu desequilíbrio psíquico, a fizesse ser internada com ‘psicose crônica’.

Séraphine foi internada três anos após sua primeira exposição em Paris e faleceu 10 anos depois no mesmo hospital, sendo inclusive internada como indigente. Seus quadros retratam flores, usando diversas cores e em estilo naïf — espontâneo e autodidata.

Tenha o apoio do Estratégia Vestibulares na sua aprovação

Com o Estratégia Vestibulares você tem acesso a cursos intensivos e extensivos exclusivos e dedicados a instituição que você deseja ingressar, além de Banco de Questões com mais de 250 mil perguntas, simulados, salas VIP, redações ilimitadas e muito mais. Consulte nossas condições e conquiste sua aprovação com nosso apoio.

pacotes-intensivos-cta
Você pode gostar também
Leia mais

Tendências da redação do Enem

Conversamos com o professor Wagner Santos sobre a redação e separamos dicas incríveis para quem quer escrever um texto nota 1000