Mitose e meiose: o que são, diferenças e importância

Mitose e meiose: o que são, diferenças e importância

Mitose e meiose são dois processos de extrema importância para a manutenção da vida. Por meio deles, as células possuem um número de material genético constante entre as espécies. Com isso, é possível que as informações genéticas, configurações corporais e comportamentais sejam transmitidas de geração para geração, de forma biológica.

No artigo a seguir você encontra um resumo sobre como essas divisões celulares acontecem, com as etapas presentes em cada uma delas e também veja a diferença entre mitose e meiose. Aproveite para acompanhar a resolução de uma questão de vestibular sobre esse tema. Continue lendo e aprenda mais!

Inscreva-se em nossa newsletter🦉

Receba dicas de estudo gratuitas e saiba em primeira mão as novidades sobre o Enem, Sisu, Encceja, Fuvest e outros vestibulares!

O que é mitose e meiose?

A mitose e a meiose são formas de divisão celular, com as quais é possível criar células precisamente idênticas ou criar os gametas, como os óvulos e os espermatozoides. Quando acontecem da maneira correta, garantem que o número de cromossomos em cada espécie seja contínuo, uma de suas principais funções.

Para abordar melhor esses processos, vamos introduzir alguns conceitos essenciais.

Haploidia ou lote haploide é o nome utilizado para representar um conjunto de n cromossomos. Em cada espécie o número de n pode ser diferente. No caso dos humanos, n = 23, e somente as células gaméticas têm essa característica.

Diploidia ou lote diploide representa a união de dois conjuntos cromossômicos de número n. Essa organização é obtida a partir da união de dois lotes haploides. Na nossa espécie, isso significa que a junção entre o gameta feminino e masculino favorece a formação de células diploides 2n=46. Perceba que cada parte de n é obtida de um dos progenitores.

A partir dessas informações, é importante classificar meiose e mitose:

  • Enquanto a mitose tem a função de criar células filhas diploides idênticas à configuração inicial, que são chamadas de estruturas celulares autossômicas;
  • A meiose é responsável por formar gametas haplóides com apenas 23 cromossomos, levando metade das informações genéticas do indivíduo. 

Mitose

A mitose é constituída de quatro fases principais: prófase, metáfase, anáfase e telófase. Em cada uma delas, a organização dos cromossomos e do citoplasma é alterada até que sejam formadas células filhas idênticas, por meio da divisão final, a citocinese. 

Nesse sentido, quando uma célula diploide 2n entra na fase de mitose, ela forma duas células filhas diploides com material genético igual ao que estava no núcleo celular original. No corpo humano, esse processo garante a renovação da pele, porque as camadas superficiais morrem e são substituídas por células novas idênticas.

O primeiro passo mitótico é a duplicação dos cromossomos, que acontece na fase S do ciclo celular. A partir disso, entra-se na prófase quando o nucléolo, que forma os ribossomos, desaparece. Além de que o material genético é mais condensado (ficando mais “aglomerado e apertadinho”, mais fácil de ser transportado e dividido) e se liga aos microtúbulos, estruturas proteicas importantes para a separação dos cromossomos.

Desse ponto em diante, a célula entra em metáfase, momento em que os cromossomos ficam no meio da célula e a membrana celular já está em processo de fragmentação. Aqui, o material genético está no maior nível de condensação observado em todo o processo celular.

O próximo passo é a anáfase, quando os cromossomos duplicados (possuem duas cromátides idênticas) se separam em diferentes pólos da célula. Dessa forma, cada lado da célula ficará com o número de cromossomos idênticos à mãe.

A última etapa da organização mitótica é a telófase, etapa responsável pela organização do núcleo em cada extremidade da célula, com ressurgimento do nucléolo e ocorre a citocinese, quando o citoplasma é dividido e formam-se duas novas células.

Esquema mitose e meiose
Imagem: Adaptação/Wikimedia

Observe, ainda, que cada célula 2n possui dois exemplares de cada cromossomo. Quando ocorre a duplicação no ciclo celular, ela passa a ter dois exemplares duplicados (4n). A partir do momento da anáfase, esse material genético é novamente dividido e as células formadas terão 2n cromossomos.

+ Veja mais: Ácidos nucleicos: o que são, DNA, RNA e importância

Meiose

Para formar células com apenas um lote haploide de cromossomos, a meiose contém duas divisões celulares consecutivas, que passam por etapas semelhantes ao que foi visto no processo mitótico.

Essas fases são chamadas de meiose I e meiose II. Cada uma delas possui uma prófase, uma metáfase, uma anáfase, uma telófase e uma citocinese. Embora as ideias sejam semelhantes, existem eventos exclusivos da meiose que serão abordados a seguir.

Depois da duplicação cromossômica, o evento meiótico inicia-se com a prófase I, quando o material genético está se condensando e se ligando aos microtúbulos. Nesse processo, os cromossomos homólogos (que possuem mesmo tamanho e genes para a mesma característica, como a cor da pele) são posicionados lado a lado. Durante esse pareamento dos cromossomos homólogos, observou-se que eles podem trocar informações genéticas entre si, em uma etapa conhecida como crossing-over

Isso significa que cromátides homólogas podem trocar genes e adquirir novas configurações. De certa forma, essa mistura das informações genéticas permite que genes diferentes interajam entre si e garantem uma variabilidade de características para os indivíduos.

Divisão meiose
Imagem: Reprodução/Wikimedia

Após esse momento, inicia-se a metáfase I e os cromossomos são posicionados no meio da placa celular. É importante perceber que cada cromossomo homólogo está relacionado com a extremidade oposta da célula. 

Por isso, durante a anáfase I ocorre a divisão do material genético, de forma que cada polo celular terá um cromossomo homólogo. Por fim, a telófase e a citocinese favorecem o nascimento de duas células haplóides, com metade do número de cromossomos da célula mãe.

A partir desse ponto inicia-se a meiose II. Agora, a prófase II promove uma nova condensação dos cromossomos nas células haploides. Não há replicação do material genético e o processo encaminha-se para a metáfase II, quando o material genético é posicionado no centro do citoplasma celular. 

A estruturas celulares iniciam a anáfase II e então cada cromossomo será dividido em duas cromátides.Então, a telófase II forma dois polos haploides com cromossomos simples, com a divisão citoplasmática da citocinese.

Divisão meiose
Imagem: Adaptação/Wikimedia

Note, na imagem acima, que a meiose I origina duas células filhas, que se dividirão na meiose II formando quatro células filhas haploides. Por meio desse processo, são formados os gametas humanos, que se juntarão para formar um ser humano com células diploides e características genotípicas e fenotípicas mistas entre o progenitor feminino e masculino.

Diferenças entre mitose e meiose

MitoseMeiose
Uma única divisão celular.Duas divisões celulares.
Forma duas células diploides idênticas.Forma quatro células haploides.
Não garante variabilidade genética.Garante variabilidade genética por meio do crossing-over que ocorre na prófase I.
Chamado de processo equacional, porque forma células com a mesma quantidade de material genético.Processo reducional, porque forma células haploides a partir de células diploides.
Ocorre em células somáticas ou autossômicas.Ocorre nas células germinativas, como nos óvulos e espermatozoides.
A anáfase separa cromátides irmãs.A anáfase I separá cromossomos homólogos e a anáfase II separa cromátides irmãs.
Garante o desenvolvimento, crescimento e reparo das células em plantas e animais.Garante a reprodução e propagação da espécie.

Estude para o vestibular com o Estratégia!

Gostou do artigo e quer ter acesso a mais conteúdos do Estratégia? Clique no banner abaixo e conheça nossos cursos preparatórios para os vestibulares, nos quais você encontrará simulados, listas de exercícios, fóruns de dúvidas, aulas gravadas, materiais didáticos e muito mais. Não perca tempo!

EV - CTA Campanha Volta às Aulas - Último Lote

Veja também:

Você pode gostar também