Texto Dissertativo: estrutura, tipos e exemplos

Texto Dissertativo: estrutura, tipos e exemplos

Antes de conquistar a aprovação, grande parte dos vestibulandos precisam encarar a redação. Algumas bancas cobram o texto dissertativo, outras optam por um gênero textual diferente a cada edição e outras ainda pedem uma proposta de intervenção para uma problemática, em textos argumentativos.

Fato é que, independentemente da pauta apresentada pelo vestibular, os alunos precisam se preparar para a escrita. Tanto para aprimorar a interpretação textual como para conseguir expressar suas ideias no papel.

Para te ajudar com isso, a Coruja preparou um resumo com exemplos, definições e dicas para a construção de um texto dissertativo coerente e coeso — pontos importantes na composição das notas. Confira a seguir!

O que é um texto dissertativo?

O texto dissertativo é aquele que apresenta um tema e, a partir dele, desenvolve uma tese central. Para isso, o autor utiliza argumentação factual: dados, provas, estudos, pesquisas científicas, índices, conceitos pré-estabelecidos, falas de autoridades, entre outros. 

Ele se enquadra no tipo de texto argumentativo e opinativo, em que existe espaço para o desenvolvimento de ideias. No Enem, por exemplo, a configuração textual é de uma dissertação argumentativa com espaço para a proposta de intervenção da problemática apresentada.

Inscreva-se em nossa newsletter🦉

Receba dicas de estudo gratuitas e saiba em primeira mão as novidades sobre o Enem, Sisu, Encceja, Fuvest e outros vestibulares!

Tipos de texto dissertativo

Texto dissertativo argumentativo

No texto dissertativo argumentativo o autor tem liberdade para argumentar sobre a tese, além de tentar convencer e persuadir o leitor. Esse processo acontece a partir da construção de uma argumentação sólida e bem fundamentada.

O convencimento do interlocutor se dá pela apresentação de dados que comprovam e afirmam a opinião defendida pelo escritor. É importante, portanto, que os parágrafos estejam unidos e coesos, de maneira que as ideias estejam bem encadeadas.

Nesse sentido, pode-se falar em “ideias fechadas”: como um círculo, em que não há abertura para segundas interpretações, mas todos os  períodos se conectam e chegam em uma só conclusão sobre o tema.

Texto dissertativo expositivo

No texto dissertativo expositivo, por sua vez, o autor tem a tarefa de expor as ideias sobre a tese e discorre-las, sem a necessidade de persuadir ou convencer o receptor da informação. 

Nesse caso, os parágrafos também devem estar unidos semanticamente, entretanto a estratégia de apresentação dos argumentos é mais livre. Assim, os dados apenas informam e apresentam a situação — a conclusão da informação e o surgimento da opinião estão voltadas para a interpretação do leitor.

Estrutura do Texto dissertativo

Para cumprir o seu papel na construção e/ou defesa de ideias, os diferentes tipos de textos dissertativos apresentam uma estrutura bem definida. Neste artigo, cada tópico apresenta um exemplo. Quando somados, resultam em um texto dissertativo argumentativo, acompanhe!

Introdução

A introdução é o parágrafo responsável por apresentar o tema aos leitores. Por meio dela, o autor pode apresentar uma problemática e uma tese principal que embasa todo o texto que vem em sequência.

Se o tema é “a emissão de gases tóxicos e o prejuízo ao equilíbrio do meio ambiente” podemos iniciar a redação da seguinte maneira:

“Com o desenvolvimento das tecnologias e a necessidade crescente de fontes de energia,  aumentou-se o consumo dos mais diversos combustíveis. Apesar de seu benefício, quando queimadas essas substâncias liberam gases tóxicos no ar, como o carbônico. O efeito disso é a geração de fenômenos climáticos negativos como chuva ácida e a degradação da fauna e flora.”

Perceba que o assunto foi apresentado e a tese iniciada — de forma que o leitor está situado no tema a ser discorrido. 

Desenvolvimento

Nos parágrafos de desenvolvimento do texto busca-se argumentar sobre o tema, apresentar os dados e fatos, além de destrinchar o assunto para que o receptor entenda-o mais profundamente. Veja, nos parágrafos a seguir, como a pauta será desenvolvida:

“Os veículos automotores utilizam, em sua maioria, derivados de petróleo como combustíveis. Segundo os princípios da química, essa combustão libera gás carbônico e outros gases tóxicos na atmosfera. As substâncias, em contato com o ar, podem reagir com a água e se acumular nas nuvens. Na precipitação, então, as gotas de chuva estão mais ácidas que o normal e podem interferir na fauna e flora da região atingida. 

Estudos científicos mostram que a precipitação ácida interfere no pH dos rios, o que atrapalha no equilíbrio ecossistêmico dessas regiões e dificulta a sobrevivência dos animais aquáticos. Nos campos, por sua vez, a acidificação pode resultar em erosão e infertilidade do solo, o que afeta diretamente no crescimento e desenvolvimento dos vegetais e animais do meio ambiente.”

Note que os dados foram fornecidos e trazem informações verídicas, embasadas em estudos químico-científicos. Isso permite que o leitor esteja familiarizado com o assunto e acredite nos fatos levantados. 

Conclusão

Por fim, o parágrafo conclusivo é aquele em que o escritor arremata os argumentos, afirma uma ideia a partir dele e conecta o final do texto ao seu início. Para isso, é importante que a tese central seja retomada  (direta ou indiretamente) na conclusão, veja:

“Fica nítido, portanto, que a emissão indiscriminada de gases tóxicos na atmosfera é determinante para a alteração do meio ambiente hídrico e terrestre — fatos que ocorrem tanto pelos fenômenos climáticos como por consequência deles.”

No texto dissertativo construído durante este artigo, note que o encadeamento das ideias permite uma compreensão direcionada do tema. Primeiramente ele é apresentado, depois são adicionadas as noções argumentativas e, por fim, elas são agrupadas na conclusão.

Perceba também que a união entre os períodos e parágrafos é feita, via de regra, com ajuda de conectivos e conjunções. Isso permite que o texto fique mais coeso e conflua por um mesmo caminho.

Outra analogia que se pode entender para o desenvolvimento de um texto dissertativo é o curso de um rio: ele segue um só sentido, e a água que evapora dele volta para ele no fim de seu ciclo. Assim deve ser a dissertação: apontar para uma tese e ter começo, meio e fim. 

Assista uma aula grátis de português

Quer aprender mais sobre texto dissertativo, gêneros textuais e interpretação de texto? Inscreva-se no canal do Estratégia Vestibulares do youtube, lá você encontra aulas didáticas e objetivas sobre os principais assuntos das provas. Assista:

Para treinar seu conhecimento sobre interpretação e compreensão de textos dissertativos, conheça o banco de questões do Estratégia Vestibulares — exercícios compilados em uma só plataforma, com a qual você coloca a prova o seu conhecimento. Clique no banner abaixo e confira!

Banco de Questões EV

Veja também:

Você pode gostar também
alto ou auto
Leia mais

Alto ou auto: qual é a diferença?

O Estratégia Vestibulares preparou este artigo para que você saiba como diferenciar "alto" e "auto" e evitar possíveis erros ao se confundir com o uso dos termos