Resumo sobre Comunismo: o que é, origem, Karl Marx, diferenças do capitalismo e mais

Resumo sobre Comunismo: o que é, origem, Karl Marx, diferenças do capitalismo e mais

O comunismo é uma ideologia que propõe a transformação da sociedade, em busca da abolição das desigualdades sociais, por meio de reformas, protestos e atos que partem, principalmente, da classe operária.

Com origens que remontam ao nascimento das indústrias e do proletariado, tem muitas vertentes e é considerado uma vertente específica e elaborada do socialismo. Acompanhe agora um resumo sobre comunismo, com suas principais características, origens, símbolos e influências no contexto histórico mundial.

Inscreva-se em nossa newsletter🦉

Receba dicas de estudo gratuitas e saiba em primeira mão as novidades sobre o Enem, Sisu, Encceja, Fuvest e outros vestibulares!

O que é comunismo?

Comunismo é uma ideologia social, econômica e política que tem como objetivo alterar as bases da sociedade e implantar um regime de trabalho e distribuição de renda igualitário, com a abolição da propriedade privada, conforme os ideais propostos pelos filósofos Karl Marx e Friedrich Engels.

A primeira característica que deve vir à mente quando o comunismo é mencionado é sua oposição ao capitalismo. Isso porque o sistema capitalista traz consigo o ideal de propriedade privada, valorização do trabalho e elitismo dos donos do meio de produção — todos os pontos rebatidos e contrariados pelos comunistas.

A Origem do Comunismo

O contexto histórico de surgimento do comunismo é a Primeira Revolução Industrial, durante o século XIX. Nesse momento, os filósofos Marx e Engels debruçaram-se sobre as transformações que a sociedade passava e desenvolveram o marxismo, uma forma de estudar e criticar as organizações sociais da época — a doutrina das condições de libertação do proletariado.

A palavra comunismo surgiu anos depois, quando teóricos analisaram os escritos e admitiram esse termo como a melhor nomeação para esse conjunto de ideias. A etimologia do termo remete àquilo “que é comum”, que faz referência à partilha das propriedades e bens entre os homens.

+ Veja também: Segunda Revolução Industrial: contexto histórico e características

Principais características do Comunismo

A característica mais marcante no comunismo é a abolição da propriedade privada. Nesse caso todos os bens pertencem a todos, de forma que não há divisões ou privilégios estabelecidos por nascimento ou mérito.

As ferramentas e meios de produção são utilizados por todos, pertencentes a todos e possuem o objetivo de fabricar produtos que são distribuídos conforme a necessidade de cada cidadão. Dessa forma, a ideia é que todos os indivíduos sejam atendidos, sem a distinção de quem “merece” ou “pode” mais do que o outro.

Tudo isso gira em torno de uma sociedade em que não há espaço para a hierarquização de classes e estratificação social. Todos são iguais entre si. Inclusive o Estado como instituição não está presente no sistema comunista, com a possibilidade de abolição das fronteiras — já que elas também são uma forma de demarcar uma “posse”.

Símbolo da ideologia

Como o comunismo é um movimento social majoritariamente envolvido com a classe proletária e trabalhadora, o símbolo carrega essa identidade. Ele é composto por uma foice e um martelo superpostos, a foice se relaciona com o trabalho agrícola, enquanto o martelo representa a mão de obra industrial.

Esse ícone difundiu-se com maior força no contexto mundial após sua adição na bandeira que representava a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Nessa época, também foi colocada uma estrela na bandeira. A interpretação dessa última figura leva em conta suas cinco pontas: trabalho manual (cinco dedos) ou os cinco continentes mundiais.

Karl Marx e o Comunismo

Manifesto Comunista

O Manifesto Comunista é o livro que traz todos os ideais do comunismo. Desenvolvido por Karl Marx e Engels, esse documento congrega as críticas e análises do capitalismo feitas pelos pensadores. 

Ele foi publicado em 1848, no auge das revoluções que ficaram conhecidas como Primavera dos Povos, quando várias populações se levantaram para reivindicar direitos e reformas sociais. 

Esse livro é também um grande despertar para as distinções entre burguesia e proletariado. Além de trazer à tona a potência de mudança que poderia existir nos trabalhadores unidos em prol de uma causa comum.

+ Veja também: Marxismo: conceitos e características!

Revolução Russa de 1917

No começo do século XX, juntamente com a Primeira Guerra Mundial, estourou uma grande revolução de caráter comunista em território russo. Lênin e Trotsky foram os líderes responsáveis por chamar os trabalhadores à luta proletária.

Conhecidos como Bolcheviques, esse grupo de revolucionários lutou contra o exército conservador e anti revolucionário, nomeados de mencheviques. Ao fim, Lênin consegue instalar um governo de viés comunista que tornou-se a base para o nascimento das repúblicas soviéticas que surgem posteriormente.

Guerra Fria: Estados Unidos x URSS

Depois das grandes guerras e crises que assolaram a primeira metade do século XX, as populações entraram em colapso social, econômico e político. Além disso, o estabelecimento e fortalecimento do comunismo em território europeu chamava a atenção do mundo.

Diante desse cenário, dois países começam a disputar qual dos sistemas socioeconômicos é mais eficiente: a URSS, representando o comunismo e os Estados Unidos da América com o capitalismo. Para concretizar esse embate, ambas as nações investiram em desenvolvimento de tecnologias, viagens espaciais, aprimoramento de armamentos e outras maneiras de evidenciar superioridade.

+ Veja também: Resumo sobre Guerra Fria para o Enem: início, características e impactos
Corrida Espacial: Guerra Fria e nos dias de hoje
Crise de 1929: o que foi, como ocorreu, impactos no Brasil e mais!
Primeira Guerra Mundial: causas, fases e consequências

Socialismo x comunismo

Os termos socialismo e comunismo muitas vezes são utilizados como sinônimos, mas essa interpretação está equivocada, porque eles não são a mesma coisa. São diferentes sistemas, com ideologias distintas, veja a seguir.

O socialismo é a proposição de um sistema social em que o Estado não está abolido, a distribuição renda é proporcional ao que foi desenvolvido pelo indivíduo, de forma que a propriedade privada ainda existe em alguns setores, além de que as classes sociais permanecem, mesmo que com menor desigualdade entre elas.

O comunismo por sua vez trata a questão com mudanças mais radicais e transformadoras, com a completa retirada do Estado e suas figuras de poder, nenhuma hierarquização social, supressão completa da posse de bens e meios de produção, com distribuição dos produtos conforme a necessidade dos indivíduos.

Existe diferença entre marxismo e comunismo?

O termo marxismo refere-se a toda a teoria que trata sobre as necessidades de revolução do proletariado, onde estão retratadas as desigualdades sociais existentes e maneiras genéricas de implantar soluções para essas questões.

O comunismo, por sua vez, é o sistema efetivo que pode ser empregado em cada país com base nas ideias marxistas. Isso significa que um líder pode aplicar os conceitos de Marx de diferentes maneiras do outro, criando formas únicas de comunismo. Um grande exemplo disso é a ideia de “stalinismo”, que trata sobre o regime comunista aplicado ao modo de Josef Stálin, na Rússia.

Comunismo no Brasil

O primeiro momento em que ideias de cunho comunista apareceram no Brasil de maneira mais significativa foi na Greve Geral de 1917. A partir disso e influenciados por acontecimentos internacionais, fundou-se o PCB — Partido Comunista Brasileiro

Dadas as influências da Guerra Fria e muitas vezes a aproximação do país com os Estados Unidos, o Partido foi proibido por muito tempo no país (principalmente durante o Regime Militar), atuando de maneira clandestina. 

Sabe-se, também, que ele está envolvido nos movimentos sindicais que percorriam as fábricas brasileiras e alteravam muitas das decisões políticas. Atualmente, diversas organizações políticas carregam ideais marxistas em sua maneira de atuação, como o PC do B, PSOL, PSB, PT, PDT, entre outros.

Houve ameaça comunista no Brasil?

Durante o governo de João Goulart, os militares aspiravam a tomar o controle da política brasileira. Como o presidente era inclinado para as questões de justiça social, com reformas de base e outros ideais, os militares passaram a considerar que a figura do governante era uma ameaça comunista. 

Atualmente, entende-se que o Brasil nunca passou por uma real ameaça de transformação comunista. Na verdade, houveram manipulações midiáticas e políticas que construíram um cenário de medo do marxismo, em meio a um contexto de Guerra Fria.

Países comunistas do mundo

Atualmente existem cerca de cinco países comunistas no mundo todo: China, Vietnã, Laos, Coreia do Norte e Cuba.

Alguns deles, como a China, mantiveram um rigor político comunista, mas se adaptaram a uma economia de mercado, semelhante ao que é conhecido no capitalismo. Já a Coreia do Norte, não abriu contato com outras regiões e pode ser considerada mais “stalinista”.

+ Veja também: Cuba e Estados Unidos: histórico, disputas e consequências

Filmes para se aprofundar sobre o tema

Para te ajudar a entender a matéria, por meio de um conteúdo mais interativo e dinâmico, o Estratégia Vestibulares reuniu uma lista de filme e livros interessantes que abordam esse tema:

  • Um homem com uma câmera: retrata uma cidade durante a União Soviética, com características de documentário, sem perder a ideia de um filme de entretenimento;
  • Tempos modernos: um filme clássico que aborda o cotidiano operário durante o século XX;
  • A classe operária vai ao paraíso: filme que aborda uma greve dos trabalhadores em busca de melhores condições trabalhistas;
  • O fim do sonho americano: a obra de cinema retrata as desigualdades sociais e faz críticas sutis ao capitalismo; e
  • O jovem Karl Marx: um longa que aborda a juventude de Marx, com suas lutas para defender e expor suas ideologias, além de trazer aspectos de sua vida pessoal.

Videoaula sobre comunismo

Ficou interessado no assunto? Saiba ainda mais sobre como o comunismo se construiu ao longo dos anos, além de se aprofundar nas diversas características do sistema e suas implicações. 

Assista à videoaula abaixo, ela é ministrada por um dos professores especialistas do Estratégia e aborda a sociologia de Marx de maneira didática e direcionada para as provas de vestibulares.

Questão sobre comunismo

Agora que você já conhece os pontos principais sobre o comunismo, sua origem, características e importância, vamos observar como esse assunto pode ser cobrado na sua prova de vestibular?

(PUC-Minas) O chamado socialismo científico, formulado por Marx e Engels no século XIX, propunha:

a) a superação do capitalismo pela ação revolucionária dos trabalhadores, aglutinados em torno de uma organização de pessoas livremente associadas.
b) a redução do papel do Estado na economia para efetivar o controle direto pelo proletariado sobre os meios de produção.
c) a supressão de toda legislação trabalhista e social, tida como mecanismo de alienação e cooptação do proletariado.
d) a realização de sucessivas reformas na estrutura capitalista, possibilitando a gradativa implantação do comunismo avançado.

A resposta correta é a letra A. Entende-se que o comunismo busca uma transformação social radical e revolucionária, pautada em uma associação dos trabalhadores que buscam superar as desigualdades e explorações impostas pelo regime capitalista. 

Perceba que os ideais comunistas não buscam a redução do Estado, mas a completa destruição desta instituição. A legislação não é o principal foco das revoluções, mas a estrutura social como um todo. Além disso, os marxistas buscam uma transformação radical e direta, sem espaço para uma transformação progressiva, como propõe a alternativa D. 

Aprenda mais sobre sociologia com a Coruja!

Agora que você já conhece um dos sistemas socioeconômicos mais famosos, aproveite para conhecer melhor os fundamentos da sociologia com os cursos preparatórios do Estratégia Vestibulares. As aulas podem ser acessadas por qualquer dispositivo com acesso a internet, além de ser disponibilizado o material didático em formato digital. Clique no banner e saiba mais!

CTA - Estratégia Vestibulares 1

Veja também:

Você pode gostar também
Cidadania - Estratégia
Leia mais

Cidadania: o que é e como cai?

A sociedade é constituída por indivíduos de diferentes origens e costumes, que juntos têm o direito e o…